herois
afro André Rebouças
1838 - 1898
"A divisão das grandes propriedades
territoriais é indispensável
para o desenvolvimento de nossa
agricultura, principalmente depois
que a escravidão estiver totalmente
extinta. A solução para o problema
da agricultura está na formação de
"núcleos centrais" nas terras retidas
pelos latifundiários, depois que a
maior parte destas propriedades
sejam divididas e transformadas
em pequenas propriedades.
A área central serviria
de centro de processamento e núcleo
da população, com escola, igreja,
lojas e tudo o mais que torne
confortável a vida dos fazendeiros".
André Rebouças,filho de escravos, foi uma das personalidades
Brasileiras mais importantes do século 19. Engenheiro e professor de botânica,
cálculo e geometria na Escola Politécnica, era tambem escritor
e analista dos problemas sociais e economicos do Brasil.
Sem o dom da oratória, e nem desejos de falar em público, Rebouças
era eficiente em passar suas idéias atravez da imprensa ou em conversações
com os poderosos da época, particularmente o Imperador e sua filha, a Princesa Isabel.

Foi colaborador da Gazeta da Tarde, co-fundador da Sociedade Brasileira
Anti-Escravidão e escreveu junto com José do Patrocínio o Manifesto da Confederação
Abolicionista de 1883. Participante ativo na luta contra a escravidão, organizou clubes
e associações, contribuia financeiramente com tudo o que ganhava e era um propagandista incansável.

Mas Rebouças não descansou após a Aboliçãao. Com esta conquista no passado,
usou sua reputação e influência apoiando a Democracia Rural Brasileira,
uma continuação da revolução abolicionista, uma "conclusão lógica".
"No Brasil não falta mão de obra. Falta moral, caridade, educação,
indústria e comunicações. Só assim avançaremos e melhoraremos
as condições de vida da população que já temos", escreveu Rebouças
quando do incentivo da importação de mão de obra Europeia após a abolição.

Rebouças era tambem possuidor de grande sensibilidade e espirito de sacrifício.
Admirava muito D.Pedro, e em especial a Princesa Isabel, por ter assinado a Lei Aurea,
e exilou-se juntamente com ees, e disse que só voltaria ao Brasil quando também
fosse permitido que eles voltassem.

E cumpriu sua palavra. Viveu o resto de sua vida no estrangeiro na miséria,
morrendo na Ilha da Madeira.

Não conseguiu realizar seu sonho de ver em todas as cidades, municípios e vilas
do Brasil uma escola. "É indispensável - argumentava - ensinar todos os cidadãos Brasileiros a ler, escrever e uma profissão."


Uma iniciativa

Nosso objetivo é preservar
e propagar a História e a
Cultura Afro Brasileira


Procurando por livros, CDs ou Videos brasileiros?
Você encontra na Amazon.com Dica: escreva Brasil
ou o nome de um autor ou artista no campo "keywords"

Search: Keywords...

Amazon.com logo

Copyright © 1996-2006 by
Brazilianmusic.com
All rights reserved.