afro
afro Estevão Maya Maya
Maranhense, nascido em 1943, em Pano Grosso-Viana.
Cantor, compositor, musicólogo e autor teatral.
Publicou, junto com Vilmar Alves Ribeiro,
Cantiga Pra Gente de Casa, Chegada em Cima da Hora
PANGI AMI (IRMÃ)

Ê Satu Maya,
canta mais uma cantiga
que eu quero aprender.
Moro em terras de brancos
e quero cantar numa língua
que eles não possam entender.
Canta uma toada antiga
ou mesmo um vissungo.
Se andas um pouco esquecido
pergunta pro meu pai
como é aquela toada bonita
que fala do sereno da madrugada...
Tu eras bom Cantadô!
Agora, sei que estás melhor ainda...
tu mesmo sempre dizias:
coco velho é que dá bom azeite.
Eu aqui na cidade
não sou Cantadô: sou cantor...
O dia em que eu chegar à casa
vamos cantar
boi, tambô e bambaÍ.
Eu também sou Cantadô de primeira
É o que eu vou te mostrar.

São Paulo, 1975.

[De Cantiga Pra gente de Casa, Chegada em Cima da Hora.
São Paulo, 1980]



Uma iniciativa

mangotree

Preservando e propagando a
Cultura Afro Brasileira
incentivando e promovendo seus artistas.


INÍCIO
Procurando por livros e/ou CDs de artistas Afro-Brasileiros?
Tente o Amazon.com. Dica: escreva Afro Brazil ou
o nome do autor ou artista no campo "keywords".

Search: Enter keywords...

Amazon.com logo

copyright © 1995-2006 by
Brazilianmusic.com
All rights reserved