English

Geraldo Pereira

Geraldo foi o inovador da música brasileira nos anos 40.
Ele não tinha consciência disso.
- João Gilberto -

photograph

Acabou a sopa
(Geraldo Pereira/Augusto Garcez)
Interpretada por Marçal.
Real Audio


Em 23 de abril de 1918, nasceu em Juiz de Fora, Minas Geraes, Brazil, Geraldo Pereira, um dos maiores compositores de Samba que o Brasil já conheceu, aquele que levou o Samba mais alem, com suas concepções rítmicas e harmônicas diferenciadas.

Nesta data tambem se comemora o dia de São Jorge Guerreiro, uma entidade muito significativa no Candomblé, religião trazida ao Brazil pelos Africanos. É uma data mágica, e uma data muito importante para a Cultura Brasileira. Nesta data, outras personalidades importantes tambem vieram ao mundo.

Em1854, Hilária Batista de Almeida, Tia Ciata, a mulher legendária que trouxe o Samba da Bahia para o Rio de Janeiro.
Em 1897, o gênio da Música Brasileira Alfredo Vianna, o Pixinguinha.
Em 1917, Severino Araujo, clarinetista e Maestro ainda em atividade com sua Orquestra Tabajara, atualmente a única Orquestra de Música Brasileira, fundada por êle em 1945.
Em 1923, esta data marcou a inauguração da primeira Estação de Rádio Brasileira. (Radio Sociedade do Brasil).

Geraldo Pereira, chegou no Rio de Janeiro ainda menino, para ajudar seu irmão, (Mané Araújo) que possuia uma pequena loja no Morro de Mangueira. Cresceu no meio de Bambas e brigões, como Chico Porrão and Maçu, aprendendo então Samba e Capoeira.
Ainda jovem, já era considerado bamba no Samba e na briga. Aprendeu a tocar violão com Cartola (Angenor de Oliveira), e deu à Mangueira, muitas vitórias em Carnavais. Seus Sambas, contavam estórias das "coisas" do dia a dia de sua Comunidade.

Sua fama na Comunidade do Samba e no meio musical era enorme, assim como com as mulheres e os valentes.

Morreu aos 37 anos, ao cair numa briga e bater com a cabeça no meio-fio. O Brasil e o Samba perderam neste dia, um dos artistas mais queridos e talentosos da História da Música Popular Brasileira.


photo

Até hoje não voltou
J.Portela/GeraldoPereira
Interpretada por Nelson Sargento
Real Audio


Leia aqui algums comentários sobre Geraldo, feito por artistas e personalidades que privaram de seu convívio.

Bucy Moreira - (compositor e percussionista da "Velha guarda," que trabalhou com êle) - "Sempre se vestia com terno branco, muito elegante. Uma pessoa muito agradável. Era de uma família muito tradicional da Mangueira, os Araújos.

Aloisio Dias - (compositor e seu professor de violão) - A imagem do homem que conheci é bem diferente da que vemos nas Revistas e Jornais. Não era gordo e nem tinha aquela cara redonda que aparece nas fotografias. Tinha dedos longos, dedos de violonista, suas mãos eram grandes e muito fortes. Suas pernas eram longas e quando andava rápido, era difícil de acompanhá-lo. E tambem era muito calmo.

Teresinha Santos - (sua sobrinha) - Êle não era de briga. Mas não gostava de levar desaforo pra casa. Mas tinha um defeito: Muitas mulheres, tinha muitos problemas disso. Perdemos até a conta.

Moreira da Silva - (cantor) - Era um cara alegre. Gostava de mulheres, mas era ingênuo. Acreditava nelas. Quando queria coisa não sossegava enquanto não conseguia. Com as damas, (era assim que êle chamava as mulheres) era muito educado. Tinha um sorriso agradável e era humilde. Quando o conheci em 1940, não era alcoolatra, mas gostava de beber. Era vaidoso, e aonde estavam as mulheres, era aí que você; o encontrava.

João Gilberto - (cantor e violonista, responsável pela introdução de Geraldo à geração dos anos 60) - Eu ainda cantava no conjunto "Garotos da Lua", e nem sonhava em cantar sozinho, quando um dia êle me convidou a ir a um bar lá na Lapa. Enquanto estávamos tomando uns drinkes, entraram ums caras e me estranharam. O que é que vocês estão olhando, perguntou Geraldo, esse aqui é meu, e botou os caras pra correr. Seu Samba era leve, e cheio de divisões rítmicas, e sempre me chamou a atenção. Êle não tinha consciência disto, mas era o inovador da Música Brasileira nos anos 40.


Geraldo's

Falsa Bahiana
G.Pereira
Interpretada por João Gilberto
Real Audio


Você encontra uma biografia completa de Geraldo, juntamente com muitos fatos interessantes de sua vida no livro "Um certo Geraldo Pereira" escrito por Alice de Campos, Dulcinea Gomes, Francisco Silva and Nelson Matos. Escreva para a Funarte. Rua Araujo de Porto Alegre 80 . Rio de Janeiro RJ Brazil. 20030.

Um CD com artistas Brasileiros interpretando seus Sambas
pode ser encontrado pela Gravadora Eldorado.


Visite também

Mulher Espiritu Imagens da Música Brasileira 20 Casos Exemplares Postais da Bahia


Uma iniciativa

Preservando e propagando a Cultura Brasileira


copyright © 1995-2005 by
Brazilianmusic.com
All rights reserved